Dia 02: A Bittersweet Life

A Bittersweet Life ( O Gosto da Vingança), 2005
( Dalkomhan insaeng)

A-Bittersweet-Life-2005-K-Movie

País: Coreia do Sul

Diretor: Kim Jee-woon

Elenco:Byung-hun Lee,Yeong-cheol Kim,Jeong-min Hwang,Min-a Shin,Yu-mi Jeong,Ku Jin

 SINOPSE: Sun-woo( Byung-hun Lee) é o homem de confiança de um podereoso chefão da máfia,Kang(Yeong-cheol Kim).Sisudo, sem amigos e nem namorada ele obedece cegamente as ordens do seu patrão.Este último, desconfia que sua jovem namorada o está traindo com um homem bem mais novo.Tendo que viajar a negócios durante três dias , Kang pede a Sun-woo a vigie,e caso seja confirmada a traição, ele deve matá-la e ao rapaz.

O problema é que nesse curto espaço de tempo, Sun-woo se apaixona pela moça e ao ter a confirmação do caso não consegue cumprir sua missão.Kang fica furioso e decide punir Sun-woo de forma cruel.Ele consegue escapar e o resultado é sangrento.

COMENTÁRIO:Esse foi o primeiro filme de ação noir da Coreia do Sul.Filme noir, para quem não sabe é um gênero cinematográfico primariamente associado a filmes policiais, que retrata seus personagens num mundo cínico e antipático e fez muito sucesso na época dourada de Hollywood.

O diretor Kim Jee-woon, o mesmo de A Tale of Two Sisters utiliza com muita originalidade todos os elementos característicos desse tipo de filme.A começar pelo “mocinho” Sun-woo.Sempre sério e sisudo, já no começo do filme ficamos conhecendo o seu estilo de trabalho:especialista em artes marciais ele é frio e violento.

 Com o passar do filme percebemos que ele é solitário e com um passado obscuro, já que nunca fica muito claro em que circunstâncias ele começou a trabalhar para Kang.Apenas o obedece de forma cega e inquestionável.Isso tudo é muito importante para que se possa ter a compreensão da gravidade de sua atitude impulsiva de não obedecer Kang.Os filmes noir, sempre mostram personagens de moral ambígua ou até mesmo sem moral alguma, corruptos e fracos e tudo isso é utilizado no filme,já que basicamente ninguém tem caráter.Além disso, há ótima seqüência de ação e de lutas, com destaque para a a fuga de Sun-woo dos capangas que até então ele comandava. O clima é sempre pessimista e mostra que não existe redenção, entretanto o diretor consegue introduzir um breve momento cômico, na figura dos traficantes de armas procurados por Sun-woo.Alivia um pouco a tensão.
 Assim com em “A Tale of Two Sisters”, outro ponto forte do filme é a sua fotografia.É muito bonita ,em algumas cenas as imagens são quase em preto e branco.Isso acaba destacando e muito a utilização do vermelho,principalmente no sangue dos personagens e o resultado é impressionante.Falando em sangue, esse filme tem um dos finais mais sangrentos que eu já vi, lembrando muito o final de outro filme de gansgters bastante conhecido por todos: Scarface, com Al Pacino.
 Esse foi o primeiro filme de Byung-hun Lee que eu assisti e fiquei super impressionada, não só por ele ser bonito, mas com a sua atuação maravilhosa. Na minha opinião, a melhor cena é quando ele confronta Kang, onde ele põe para fora toda a sua raiva e mágoa reprimida depois de tantos anos de servidão cega. Soberbo.O segundo filme que eu assisti dele, infelizmente foi G.I.Joe, mas eu optei por apagar da minha mente aquela pagação de mico sem tamanho.

Com uma reflexão sobre a vida, na primeira e na última cena, nos fazendo pensar em como uma pequena atitude pode mudar o rumo de nossas vidas para sempre, o filme é uma obra prima do cinema coreano.

cotação 05 estrelas

Dados do Arquivo:

Servidor: MegaTamanho: 379,7 MBFormato: rmvbIdioma: Coreano Legenda:Português

Download parte 01

Download parte 02

Anúncios

4 pensamentos sobre “Dia 02: A Bittersweet Life

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s