Desafio dos 100 Filmes # 01. Filme Clássico: Rashomon

Rashomon, 1950

(Rashômon)

rashomon

País:Japão

Diretor: Akira Kurosawa

Elenco:Toshirô Mifune,Takashi Shimura, Daisuke Katô, Fumiko Honma, Kichijiro Ueda, Machiko Kyô, Masayuki Mori, Minoru Chiaki

SINOPSE:Japão, século XI. Durante uma forte tempestade, um lenhador (Takashi Shimura), um sacerdote (Minoru Chiaki) e um camponês (Kichijiro Ueda) procuram refúgio nas ruínas de pedra do Portão de Rashomon. O sacerdote diz os detalhes de um julgamento que testemunhou, envolvendo o estupro de Masako (Machiko Kyô) e o assassinato do marido dela, Takehiro (Masayuki Mori), um samurai. Em flashback é mostrado o julgamento do bandido Tajomaru (Toshirô Mifune), onde acontecem quatro testemunhos, inclusive de Takehiro através de um médium. Cada um é uma “verdade”, que entra em conflito com os outros.

COMENTÁRIO:Rashomon é, sem dúvida alguma, um dos melhores filmes de Akira Kurosawa.Prova disso é que graças a esse filme, o Oscar criou a categoria de “Melhor Filme Estrangeiro”.E admito que fiquei até um pouco intimidada ao fazer a resenha de um filme tão importante quanto esse.Mas vamos lá!

A história, totalmente inovadora para a época, é sobre um crime.Um homem é morto no meio de uma floresta.Só que são mostradas quatro versões diferentes do crime , contada por cada um dos envolvidos: o assassino, a mulher do morto, o lenhador que encontra o corpo e até do próprio morto, que fala através de um medium. Em virtude disso, a trama se torna envolvente, pois ficamos curiosos pra saber o que realmente aconteceu.

 É interessante o depoimento no tribunal, em que os atores olham diretamente pra câmera, como se estivesse falando com o espectador. A pessoa que está fazendo o interrogatório não aparece e sua voz sequer é ouvida.

Ao longo do filme percebemos que talvez não exista uma resposta definitiva, apenas interpretações dos fatos.Com isso a própria atuação dos atores muda completamente de acordo com a versão contada.Com destaque total para Toshirô. Completamente diferente do seu personagem em Cão Danado, que fiquei até na dúvida se era o mesmo ator. Principalmente na primeira versão, em que sua expressão é a de um louco selvagem e até sua voz está diferente. A interpretação exagerada me incomodou um pouco, mas ao mesmo tempo, creio que isso se deve ao fato de estarmos vendo as versões do fato e não o fato verdadeiro.

Outro ponto que me chamou a atenção é como o filme permanece atual apesar de ser uma história de época  filmada em 1950.Isso fica claro, em uma das versões, ao olhar de desprezo do marido para a mulher, depois dela ser estuprada.

Resumindo “Rashomon” é um filme espetacular, que incrivelmente termina com uma mensagem de fé na bondade do ser humano.Simplesmente obrigatório para qualquer um que se diga fã de cinema.

cotação 05 estrelas

Dados do Arquivo:

Servidor: MegaTamanho: 323,4 MBFormato: rmvbIdioma: Japonês Legenda:Português

Download

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s